domingo, 13 de fevereiro de 2011

Um Sonho

Após semanas de correrias lhes ofereço mais um post meus queridos leitores. Hoje estava assistindo os episódios da série Aline, baseada nas tirinhas do nosso grande cartunista Adão. Ao assistir senti  fortes sentimentos, estes de identificação com nossa querida Aline, forte desejo de ter a sorte dela, de voltar a ser aquela sonhadora, de voltar a ser aquela pessoa apaixonada pela vida e pelo amor. Acho que todas nós mulheres somos um pouco "Aline", tendo garra pra ir atrás do que quer e do que sonha, mas sem deixar de seguir o coração. Após um tempo de reclusão, de dedicação total a mim e de reflexão reencontrei a minha "Aline". E uma música que resume bem o que estou sentindo e que estou ouvindo ao escrever este post é Lisbela, de Caetano e cantada por Los Hermanos. Acho que com a letra dela não preciso dizer mais nada. Boa Noite meus queridos leitores. Vos deixo com a letra.

Lisbela

Los Hermanos

Composição: Caetano Veloso e José Almino
Eu quero a sina de um artista de cinema
Eu quero a cena onde eu possa brilhar
Um brilho intenso, um desejo, eu quero um beijo
Um beijo imenso, onde eu possa me afogar
Eu quero ser o matador das cinco estrelas
Eu quero ser o Bruce Lee do Maranhão
A Patativa do Norte, eu quero a sorte
Eu quero a sorte de um chofer de caminhão
Pra me danar por essa estrada, mundo afora, ir embora
Sem sair do meu lugar
Pra me danar, por essa estrada, mundo afora, ir embora
Sem sair do meu lugar
Ser o primeiro, ser o rei, eu quero um sonho
Moça donzela, mulher, dama, ilusão
Na minha vida tudo vira brincadeira
A matinê verdadeira, domingo e televisão
Eu quero um beijo de cinema americano
Fechar os olhos fugir do perigo
Matar bandido, prender ladrão
A minha vida vai virar novela
Eu quero amor, eu quero amar
Eu quero o amor de Lisbela
Eu quero o mar e o sertão
Eu quero amor, eu quero amar
Eu quero o amor de Lisbela
Eu quero o mar e o sertão